Noticias

Edição brasileira do Patrón Perfectionists 2018 tem vencedor

O vencedor Rodolfo Bob apresentou o drink Ouro Latino   Na noite de segunda-feira, 29 de outubro, aconteceu no…

Fotos: Tales Hidequi

Riviera inicia comemorações de seus 70 anos com novos coquetéis

Texto: Lara Morais | Muita coisa mudou de 1949 pra cá. Ídolos, governantes, paisagens… Mas em São Paulo, na esquina da Avenida Paulista com a Rua da Consolação, o lendário bar Riviera permanece (quase que) inalterado – com seu balcão icônico, escadaria digna de cenas de cinema e salão superior com paredes de vidro, é vista privilegiada para a avenida mais famosa de São Paulo e graffiti do artista NOVE. Em 2019 o estabelecimento chega a seus 70 anos, mas com carinha de 50, e as comemorações já estão a todo vapor! Em evento realizado na quarta-feira, 5 de setembro, foram divulgados os novos coquetéis assinados pelo mixologista Marco de la Roche (editor chefe do portal Mixology News). São eles: Strawberry Bellini (purê de morangos frescos, limão, simple syrup e espumante), o Apothecary (cachaça, limão tahiti, xarope de mel, gengibre e spray de whisky Argeb) e o Eyes Opener (Campari, fernet branca, limão tahiti, néctar de agave e ginger beer). Irão juntar-se aos já conhecidos drinques preparados por décadas: o 1950 – Ches Sois (gin com infusão de damasco e amêndoas, jerez tesoro, St. German, frisante rosé e graprefruit), que é bastante aromático, tem coloração rosa millenial (para alegria dos hipsters) e deixa leve ardência na boca; o 1970 – Josefel Zanatas (bourbon, tequila, vermute tinto, fernet, Cynar, angostura e solução marinha) e o 2010 – Composição II (gin, vermute de jabuticaba, vermute bianco, rooibos, ruibarbo, beterraba, sumagre e limão siciliano), que é super contemporâneo, traz vermute produzido no Brasil e traz combinação que agrada todos os paladares. O Eyes Opener Foi no Riviera que Chico Buarque comemorou a vitória de “A Banda” no Festival da Canção. Onde o cartunista Angeli teve inspiração para a personagem Rê Bordosa ao observar as mulheres que frequentavam o bar – e eternizou o garçom Juvenal em suas tirinhas. A caminho de lá, Jorge Mautner compôs a canção Maracatu Atômico. Tantas outras histórias poderiam ser contadas de momentos que anônimos viveram no local. E pode ser o ambiente, a vista ou o álcool, mas não é à toa que o Riviera foi e será ponto de encontro da boemia paulistana.

O que você precisa saber sobre a Lei da Gorjeta

Muito se debate sobre a Lei da Gorjeta (13.419/2017). A medida, sancionada em maio do ano passado, objetiva regulamentar e garantir direitos tanto para os prestadores de serviços (funcionários de bares, restaurantes, hotéis e motéis) quanto para os consumidores regulamentando o pagamento de um valor adicional por parte do cliente, por conta da prestação de um serviço no atendimento. Porém, após a votação das mudanças nas normas da CLT, em novembro de o Congresso Nacional acabou extinguindo parágrafos que justamente regularizavam toda a situação – desde então, a lei não foi votada novamente por divergências entre os presidentes da Câmara Rodrigo Maia e da República Michel Temer. A medida divide opiniões. De um lado os prestadores que temem queda nos ganhos, já que com a medida cada empresa define como repartir as gorjetas, podendo reter de 20% a 33% do total arrecadado para pagamento de impostos e encargos. De outro, os empresários e empresárias que sentem mais segurança juridicamente falando. Segundo o SINTHORESP (Sindicato dos Trabalhadores em Hotéis, Apart-Hotéis, Motéis, Flats, Restaurantes, Bares, Lanchonetes e Similares de São Paulo e Região), esse regulamentação é defendida por eles há muitos anos. Em nota para O Bar Virtual, o posicionamento se dá por uma justificativa bem simples: “a informalidade no pagamento desse benefício deixava os trabalhadores de nossa categoria desamparados no momento de tirar férias, receber auxílio-doença, FGTS, 13ª ou mesmo na hora de se aposentar, ou receber auxílio acidente, pensão por morte e demais benefícios da Previdência Social”. Antes da regulamentação da Lei 13.419/2017, os prestadores já estavam amparados pela Convenção Coletiva do SINTHORESP. Com essa regulamentação o trabalhador passa a ter mais segurança, além de ter o benefício de ter aumento no salário bruto e do 13º salário, já que a lei exige que a taxa de serviço seja considerada parte da remuneração do funcionário. O vice-presidente do sindicato Gilberto José da Silva alerta que a gorjeta deve ser anotada na Carteira de Trabalho e constar no holerite do trabalhador e comemora: “a regulamentação é boa para ambas as partes. Com ela, os trabalhadores têm um ganho maior e a empresa tem a oportunidade de pagar melhor os seus empregados, sem colocar a mão no bolso”. Fique atento: os estabelecimentos ficam livres para definir a taxa de serviço que seja maior ou menor que 10%, mas só pode chegar a 15% – restaurantes em São Paulo já estão cobrando 13%, por exemplo. E é sempre bom lembrar que para os consumidore que a gorjeta segue sendo opcional.    

Do bar para a sala de aula: saiba como se transformar num especialista em cerveja

Texto: Lara Morais | Foto: Divulgação Escola Superior de Cerveja e Malte tem unidades no Sul do país Mora no Paraná ou em Santa Catarina, tem interesse em saber mais do universo da cerveja e deseja fabricar sua própria bebida com qualidade e expertise? Esse post é pra você! Você sabia que Blumenau, Curitiba, Joinville e Florianópolis têm unidades da Escola Superior de Cerveja e Malte? A iniciativa é uma parceria entre a instituição e a Unisociesc. Com cerca de 90 cursos diferentes, que vão de workshops, graduações e pós-graduações, os amantes de uma boa cerveja poderão se especializar e levar o happy hour a sério! Entre as opções, os cursos de Sommelier de Cerveja e Engenharia de Produção de Cervejaria se destacam. A ESCM é a primeira instituição de ensino especializada no setor da América Latina, já formou mais de 4,5 mil alunos em três anos de existência e é parceira da Doemens Academy, instituição alemã, o país que mais entende de cerveja! É possível ficar por dentro de todas as novidades, como cursos oferecidos e calendário de início das aulas, através do site www.cervejaemalte.com.br.